Baianí

GUIA DE MARCAS DE CHOCOLATES

Brasil (SP) (desde 2017)


Sobre a marca

A Baianí é a marca dos chocolates do casal de bahianos Juliana e Tuta Aquino. As famílias de ambos eram produtoras de cacau no sul da Bahia. A fazenda Santa Rita pertence à família Pinheiro, da Juliana, desde 1973 e passou tanto pelo auge quando pelo declínio por causa da vassoura-de-bruxa, praga que dizimou a produção cacaueira da Bahia no final dos anos 1980.

 

Vale Potumuju - fazenda de cacau na Bahia

Fazenda Santa Rita, Arataca, Bahia, Julho/2017

Tuta e Juliana dedicaram boa parte da vida à música, tanto no Brasil quanto quando moraram nos Estados Unidos, ele como produtor e ela como cantora. Mas o cacau voltou e com ele veio a vontade de voltar às raízes. Eles resolveram não só recuperar as condições produtivas da fazenda, mas também produzir o chocolate com seu próprio cacau. Aí nasceu o Vale Potumujú (a produção de  cacau) e, depois, o Baianí (o chocolate tree to bar). Vale Potumujú é o nome que eles escolheram para representar a fazenda Santa Rita como origem de cacau. Potumujú é uma árvore que eles tem no meio do vale da fazenda, e é um nome que carrega o coração do casal (tem Tu de Tuta e Ju de Juliana! sou romântica, amei isso!).

Isso quer dizer que você vai ver Vale Potumujú como origem de cacau em chocolates de vários lugares do mundo, não só nos chocolates Baianí. Eles tem investido muito em equipamentos e aprendizado para aperfeiçoar as técnicas de pós colheita do cacau (fermentação e secagem), que fazem toda a diferença para a produção do chocolate, o que chama a atenção dos chocolates makers estrangeiros. Leia sobre a minha visita ao Vale Potumuju e outras fazendas. Ah, eu fiquei impressionada quando senti o aroma dos nibs de cacau que eles serviram para mim num café da manhã lá na fazenda. Os melhores que já provei! Até o momento (maio/18) é raro encontrar nibs de cacau brasileiro que não tenha um aroma ácido e esquisito. Os deles passam longe disso.

Vale Potumuju Nibs de cacau
Nibs de cacau (que eu como com iogurte)

Vale Potumuju - secador de cacau
Estrutura sofisticada deles de secagem dos grãos do cacau na fazenda

Vale Potumuju no Chocolate Week 2018 Tuta e Juliana
Tuta e Juliana no stand do Vale Potumuju na Bean to Bar Chocolate Week 2018 (SP)

Baianí no Bean to Bar Chocolate Week - Juliana Aquino

Juliana no stand do Baianí na Bean to Bar Chocolate Week 2018 (SP)

A fazenda fica em Arataca, a 2 horas de Ilhéus (BA), mas o chocolate é feito em São Paulo, onde o casal mora. A Juliana é a chocolate maker e ela criou as barras que aparecem abaixo. Repare que 2 das de 70% de cacau tem diferença apenas na torra do cacau, uma sutil e a outra ousada. Super interessante fazer essa comparação na boca. Gostei mais da torra sutil.

Baiani chocolates barras

Juliana e Tuta são também 2 dos fundadores da Associação Bean to Bar Brasil. E ela organizou a Bean to Bar Chocolate Week 2018.



Dados da marca

Website: baiani.com.br


Linhas de produtos:
  • Chocolate escuro (amargo)
  • Chocolate ao leite
  • Barras (tabletes)
  • Barras com inclusões ou recheios;
  • Nibs de cacau
Tem chocolate:
  • Autêntico (ingred. naturais) [?]
  • Sem glúten
  • Bean to bar[?]
  • Bean to bar artesanal[?]
  • Tree to bar[?]
*Informações colhidas na internet ou em contato com a empresa. Sujeito a alterações sem aviso prévio. Não existem definições mundiais exatas dos termos bean to bar, autêntico, etc. As definiões usadas neste site estão aqui e nem sempre estão de acordo com as utilizadas em outros sites.

Destaques:

  • 2 Barras premiadas no Academy of Chocolate Awards de Londres em 2018 (70% Blend de trinitários e 70% com laranja)

Onde procurar chocolates desta marca:

Lojas :