Saiu um artigo meu na ReVista Harvard Review for Latin America, onde eu contei a história do cacau e do chocolate do Brasil, desde a riqueza nosso cacau nos anos 80, passando pela decadência nos anos 90 até o ressurgimento agora após 2010 com o movimento dos chocolates bean to bar. Foi uma grande honra receber o convite da editora da ReVista, June Caroline Erlick, para escrever esse artigo. A indicação para a ReVista foi da dra. Carla Martin do FCCI – Fine Cacao and Chocolate Institute (thanks, Carla!), que conhece bem a história do cacau e do chocolate no mundo e também no Brasil.

Leia o artigo em um dos seguintes links:

O artigo foi publicado em uma edição focada no assunto chocolate, Spotlight On Chocolate, com artigos de vários autores de países diferentes, inclusive um da própria dra Carla Martin com seu colega José Lopes Ganem sobre as consequências do Covid-19 para o mercado dos chocolates e um outro escrito por ele sobre o chocolate mexicano. Leia! São muito interessantes.

No meu artigo, citei a história de Ilhéus como a principal região produtora de cacau do Brasil, que levou o país ao segundo lugar no mundo neste cultivo em 1989. A partir dali, devido a disseminação (proposital e criminosa!) da praga da vassoura-de-bruxa, a região caiu em decadência. Escolhi destacar a história de João Tavares, um dos principais produtores de cacau da Bahia, como exemplo de persistência e excelência para o ressurgimento do cacau brasileiro no mundo. E contei também como o movimento dos chocolates bean to bar, mesmo sendo super pequeno em comparação com o chocolate tradicional, vem mudando o panorama da produção de cacau e de chocolate e também o comércio dos chocolates.

O convite para contar essa história em uma revista renomada confirma a importância do Brasil no mercado mundial de cacau e chocolate.

Convido você a ler o artigo e, caso não esteja familiarizado(a) com essa história, a conhecer a trajetória do cacau e do chocolate do Brasil. E seu quiser, comente aqui embaixo o que achou.